segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Perdi.



De tudo que tenho mais saudades daquele tempo bom, é do fato de escrever . 
Escrever me fazia tão bem, era o momento de me encontrar, de me expressar, de sentir. 
Se me fazia tão bem, me perguntou por que deixei partir?
Essa é uma boa pergunta, de mim para mim. 
Esse é meu maior defeito, abrir mão, deixar pra lá, ignorar, deixar de acreditar.
Sempre faço isso. E em relação a tudo.
Mas hoje quero recuperar.
Posso perder dinheiro, cigarros, amores mas não quero parar de escrever.

Não posso parar de sentir. 

Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor.".