sexta-feira, 26 de julho de 2013

Esperado.


E eu que falava de mais, que escrevia de mais, perdi as palavras, perdi  a razão. E de repente eu não conseguia nem dizer nem escrever. Senti um frio na barriga que descia das pernas até o pé. Náo parecia borboletas no estomângo parecia fantasmas rasgando querendo machucar meu coração. Fantasmas do passado que voltaram só pra fazer o que uma vez já fez: Fuder com a minha razão. E não é bom te ver assim sem o sarcasmo ou a ironia, sem as piadas, as alegrias . Eu também já devia esperar, estava tudo muito bom e uma hora tinha que acabar. Bem vindo ao mundo real.
Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário