quinta-feira, 4 de julho de 2013

AM




Eu grito mas ninguém pode ouvir. 
Pensando bem, é bom mesmo não ouvir.
Afinal sempre senti vergonha quando algo é relacionado a você.
Porque sem você é como se eu fosse um nada.
Ninguém nunca vai entender o quanto dói.
Mais não é a dor das marcas, mas sim dos motivos que me levam a me marcar
E como se surgisse uma esperança, a cada cicatriz.
Como se algo pudesse me salvar.
Então, quando acaba, e termina.
Desejo que todas aquelas coisas ruins voltem.
Para novamente sentir.

Autoria: Simone Cajá

"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário